Você está em:
Compartilhe:

Anel de Ferrara™

O Anel de Ferrara™ é desenvolvido nos melhores padrões tecnológicos, em constante evolução, para o tratamento do ceratocone. A metodologia exclusiva, de reconhecimento internacional, consiste em procedimento cirúrgico aplicado à córnea, para a correção de deformidades causadas por patologias nos tecidos e refrações associadas.

CARACTERÍSTICAS

O Anel de Ferrara é fabricado em PMMA, um material acrílico comprovadamente inerte e biocompatível, utilizado há décadas para a fabricação de implantes intracorneanos. O instrumental cirúrgico utilizado para a realização da cirurgia foi desenvolvido observando-se os recursos tecnológicos mais modernos. O Anel de Ferrara tem diferentes graus de arqueamento e espessuras que garantem o melhor resultado para cada caso. O Anel – Diâmetro de 5mm – Base plana – Arcos variáveis entre 90 e 210 graus – Espessuras variáveis entre 150 e 350 micra – Resultados baseados em larga experiência de implantes. O desenvolvimento da técnica de implante do Anel de Ferrara iniciou-se em 1986. A partir dos resultados obtidos, inúmeros médicos oftalmologistas de todo o mundo se mostraram interessados na aprendizagem de sua aplicação. Desde sua introdução no mercado, mais de 400.000 implantes de Anel de Ferrara foram realizados com taxas de satisfação bastante expressivas. Visite a área de publicações.

INDICAÇÕES

A principal indicação para Implantes de Anel de Ferrara é o tratamento do ceratocone. Em pacientes com estas condições, o Implante de Anel de Ferrara é indicado quando se observa evidente evolução do cone, com gradual diminuição da acuidade visual sem correção (UCVA), da melhor acuidade visual corrigida (BCVA) e inclinação da córnea com variação progressiva. O Anel de Ferrara, também, é indicado para pacientes com BCVA insatisfatório e intolerância a lentes de contato. Em casos de ectasias corneanas pós-LASIK, o implante de Anel de Ferrara é indicado acaso haja evolução da patologia.

CONTRA-INDICAÇÕES

A principal contra-indicação para o Implante de Anel de Ferrara é a presença de opacidade apical em casos avançados de ceratocone, normalmente quando o K é maior que 75 D. O resultado pós-operatório, nestes casos, é ruim e o melhor tratamento indicado é o transplante lamelar ou penetrante.

MECANISMO DE AÇÃO

O Anel de Ferrara atende aos postulados de Barraquer e Blavatskaya. De acordo com os referidos postulados, a adição de tecido `a periferia da córnea resultaria em aplanamento e o diâmetro do Anel determinaria em quanto a córnea aplanaria. Portanto, quanto mais tecido adicionado (espessura do anel) e menor o diâmetro, maior seria a correção obtida sobre a miopia. Os estudos resultaram nas seguintes observações adicionais:

Aplanamento central e periférico com preservação da asfericidade;
Diminuição da profundidade da cãmara anterior , como observado por biomicroscopia ultrasônica;
Regularização da superfície corneana através do abaixamento causado pelo aplanamento na superfície da base do anel, deixando a córnea aplanada nas áreas correspondentes `as extremidades dos segmentos e curva na área do corpo do segmento;
Interrupção ou retardamento da evolução do Ceratocone diminuindo a opacidade no ápice do cone e diminuição dos sintomas relacionados como coceira, fotofobia e dor e/ou desconforto ocular;
Não correspondência entre UCVA após a cirurgia e ametropia residual. Por vezes se observa melhoria da qualidade visual coexistindo com altos erros refrativos residuais;
O efeito prismático gerado pelas seções triangulares elimina os halos e o ofuscamento que pode ser causado pelo baixo diâmetro das órteses;
O filtro amarelo impede a entrada dos raios UV nos olhos diminuindo, portanto, a sensação de halos e reflexos noturnos.

NOMOGRAMA

O Nomograma vem evoluindo `a medida em que o conhecimento a respeito da previsibilidade do efeito do Anel se desenvolve. Inicialmente eram implantados pares de segmento simétricos para todos os casos. A incisão era feita sempre no meridiano mais íngreme como forma de se aproveitar o acoplamento realizado pelos anéis.Neste momento, apenas o grau do ceratocone era levado em conta para a seleção dos anéis.

CERTIFICAÇÕES

O uso do Anel de Ferrara é aprovado pela União Européia, tendo obtido todas as certificações exigidas pelo Medical Directive da Comunidade Européia. Também, sua utilização tem aprovação no Brasil, México, Cuba, Arábia Saudita, Argentina e Uruguai.

GARANTIA

O Anel de Ferrara é fabricado sob os mais rgorosos padrões de qualidade em conformidade com ISO 9001, ISO 135485 e CE mark, o que permite afrimar a eficiência e autenticidade do produto.

VANTAGENS

Baixo índice de complicações. Preservação da estrutura da córnea, baixíssima taxa de complicações permitindo a 95% dos pacientes operados a rápida reintegração `as suas atividades diárias.

Reversibilidade. Permite que a córnea retorne `as dimensões apresentadas antes da cirurgia acaso um segmento de Anel tenha sido removido.

Reajustabilidade. Através da troca ou reposicionamento de segmento, em alguns casos, foi possível corrigir-se hipercorreções.

Não rejeitável. O acrílico com que é produzido o Anel de Ferrara é inerte e biocompatível.

Alta taxa de satisfação dos pacientes. Como é uma técnica ortopédica, o Anel de Ferrara corrige deformidades da córnea recuperando a curvatura fisiológica. Após a cirurgia, é possível corrigir-se ametropias residuais com as correções óticas convencionais ou lentes de contato.

Retardamento e/ou estabilização a progressão do cone.

Não existe idade mínima para a realização do procedimento, o que contribui para a redução da esperas por transplante de córnea. (30% deles são atribuídos a casos de ceratocone)

Associações. Pode ser realizado em associação com outros procedimentos como adaptação de lentes de conato e lentes intra-oculares, retardando ou evitando o transplante de córnea.

INSTRUMENTAL CIRÚRGICO

Espátula de Ferrara
Afastador de Soares
Guia de Bicalho
Pré-delaminador
Marcador de Ferrara
Gancho Sinskey de 20µ
Fórceps de McPherson modificado
Bisturi de diamante de Ferrara ajustável

Cadastre seu email e receba
nossos informativos